INSTITUTO PROFARTE

TEATRO FLEXÍVEL PARA O INSTITUTO CULTURAL PROFARTE

 

Autoria:  Filipe Pederneiras, Haiko Cirne Sinnema, Katarina Grillo e Thiago Bandeira de Mello


Local: Congonhas / Minas Gerais


Ano: 2018

O projeto do teatro do Instituto Profarte surgiu da necessidade da instituição de contar com um espaço que pudesse receber diferentes eventos e manifestações artísticas, além de abrigar toda a estrutura administrativa e o extenso conjunto de figurinos e cenários existentes.

Implantada em um lote longilíneo, que conecta a Avenida Helder Candreva Rossi e a Rua Pedro Paulino, a edificação tem facilitada a separação entre fluxos técnicos e de público. Os desníveis nas extremidades do terreno possibilitam que, com pequena movimentação de terra, se faça a entrada principal em nível com a avenida, enquanto a doca de carga e descarga se encontre em posição favorável em relação à altura dos caminhões.

O projeto é organizado em três níveis:

Nível +973,00:

A entrada pela Avenida Helder Candreva Rossi dá acesso ao foyer, recepção e sanitários, interligados em nível ao teatro por duas antecâmaras laterais. Por trás do palco, também na mesma cota, estão os primeiros níveis de camarim e depósito. A entrada dos fundos permite conexão direta entre a doca de carga e descarga e a área de depósito.

 

Nível +976,60:

O segundo nível do foyer conta com um café cujo espaço pode ser utilizado para outras finalidades, como oficinas, ensaios, mesas redondas, entre outros. Duas antecâmaras laterais conectam o ambiente com passarelas metálicas que servem como segundo nível da plateia do teatro. Aos fundos, um segundo camarim e mais um nível de depósito.

Nível +980,20

O último nível da edificação abriga a administração e o sistema de passarelas técnicas do teatro, além do último nível de depósito, sala de dimmers, sala de ar condicionado e cabine de comando.

 

A entrada principal em nível com o foyer e com o piso do teatro, combinada com o núcleo de circulação vertical dotado de elevador, garantem a acessibilidade a todos os usuários e funcionários do espaço.

O primeiro nível de depósito, ligado diretamente à área do palco e à doca de carga e descarga, facilita as demandas do processo de montagem e desmontagem.

 

O monta carga e a escada de serviço fazem a ligação entre os três níveis de área técnica.

O teatro permite inúmeras possibilidades de organização interna, acomodando até 110 pessoas nos dois níveis de plateia.

 

A utilização de praticáveis – plataformas de 2 x 1 m e altura regulável – permitem as mais diversas conformações de plateias, palcos e passarelas.

Três grids de tubos metálicos recebem os cenários e iluminação cênica. Talhas elétricas possibilitam que as malhas desçam até o nível de trabalho do palco, garantindo eficiência e conforto aos técnicos.

 

A definição dos elementos construtivos se deu com o intuito de garantir economia, agilidade de execução e apelo estético.

 

A estrutura mista, metálica e de concreto, confere um aspecto industrial à construção, complementada pela cobertura de telhas metálicas termoacústicas, sustentadas por treliças aparentes. O núcleo rígido de circulação em concreto suporta as caixas d’água cilíndricas visíveis no topo da edificação.

Pensando nessa lógica, foram empregados blocos de concreto aparentes nas empenas que fazem os fechamentos lateral e de fundo do edifício;  tijolos maciços aparentes na fachada frontal – complementados por chapas de aço que definem fechamentos e portas - e na parede que divide o espaço do teatro e da área técnica; e alvenaria comum com pintura branca nos demais espaços.

 

EXEMPLOS DE OCUPAÇÃO DO TEATRO

 

PLATEIA LATERAL

PLATEIA LATERAL

PALCO ITALIANO

PALCO ITALIANO

CONCERTO

CONCERTO

CAFÉ CONCERTO

CAFÉ CONCERTO

PASSARELA PARA DESFILE

PASSARELA PARA DESFILE

PLATEIA DIVIDIDA

PLATEIA DIVIDIDA

PRAÇA

PRAÇA